Proativa - Administração de Condomínios na Baixada Santista

Qual a diferença entre Síndico Profissional e o Síndico condômino?

Exercer o cargo de síndico tem se tornado uma tarefa árdua que demanda tempo e atenção, devido as exigências legais a qual os condomínios vêm sendo obrigados, independentemente do tipo de síndico essas exigências terão de ser cumpridas.

E aí que está o ponto chave da resposta, quem assumir o cargo de síndico consegue atender toda demanda de serviços do cargo, se sim, passaremos a outras questões comparativas entre o morador é o profissional.

Muitos edifícios dispõem de condôminos que realmente pensam no melhor para o coletivo, atuando de maneira imparcial, infelizmente existem casos onde o condômino atuando no cargo favorece alguns e desfavorece outros, entretanto se no seu condomínio existe um condômino honesto, e disposto a assumir essa responsabilidade, é válida a confiança, pois normalmente o morador convive no edifício a mais tempo, conhece a maioria dos condôminos, já vivenciou situações no próprio edifício.

Entretanto algumas vezes o condomínio não dispõe de interessados em ocupar o cargo, algumas vezes os interessados estão apenas em busca de isenções ou remunerações e não se comprometem as obrigações legais do cargo, neste caso o indicado é o síndico profissional.

Pois apesar de não morar no edifício, vai procurar atuar de maneira profissional resolvendo os problemas de maneira justa, sem se envolver emocionalmente com atritos que podem ocorrer num ato de cobrança ou advertência com alguma unidade.

O Síndico profissional cumpre um mandato de acordo com estabelecido na convenção de cada edifício por meio de um contrato de prestação de serviços, é ao encerrar o tempo deste contrato ele pode ser renovado ou substituído por outro profissional e até por um morador, sem ressentimento.

De modo geral, o que diferencia o síndico morador do síndico profissional é a questão do convívio diário, pois algumas vezes pode ser mais difícil de lidar, sabemos que divergências e atritos pode ocorrer na relação entre um morador e outro, cabe a quem assumir o cargo não deixar levar-se por provocações e resolver os problemas de forma imparcial.

Então, respondendo à pergunta, o melhor é aquele que vai atender as necessidades do edifício, se o condomínio preferir e dispor de um morador pela questão de ter o síndico presente sempre no condomínio, algumas vezes este até ocupar o cargo sem pedir nada em troca, é bastante valida sua eleição, se o seu condomínio não dispõe de alguém para ocupar o cargo, ou prefere ter alguém que não convive no edifício para uma relação mais profissional, o ideal é o síndico profissional.

No caso da contratação de um síndico profissional, analise bem as coberturas de contrato, acorde o número de visitas necessárias e estude bem o contrato que melhor atende seu condomínio.

A Proativa conta com uma equipe preparada para atender pequenos e grandes edifícios, faça uma cotação sem compromisso